Obesidade é um dos males do século?

Com a chegada da internet, e o aumento da facilidade no dia- a- dia, muitas vezes acabamos deixando a saúde e os bons hábitos de lado. Olha só, imagine você em um dia super quente, passando em frente a uma sorveteria, sabendo que lá tem aquele sorvete de pistache que você tanto ama. Sua mente e seu corpo vão quase que instantaneamente dizer que é aquilo que eles querem. E é na frequência desse tipo de hábito que mora o perigo da obesidade…

Com toda certeza você já ouviu falar sobre os termos obesidade e sobrepeso. E você deve estar se perguntando:

“Ué, mas não é a mesma coisa?”

Embora muitas vezes sejam utilizados da mesma forma, sobrepeso e obesidade são condições distintas e indicam graus diferentes de acúmulo de gordura no corpo.

Um indivíduo acima do seu Índice de Massa Corporal (IMC) pode indicar sobrepeso. Porém, o resultado deve ser analisado cuidadosamente, já que o cálculo não diferencia a gordura da massa muscular. Tendo em vista que os músculos são mais pesados que a gordura existe a possibilidade do indivíduo ter um IMC mais alto, e não estar realmente com sobrepeso, caso ela possua mais músculos que gordura. Por isso, é indispensável o acompanhamento com endocrinologistas e nutricionistas.

Já a obesidade consiste em uma condição, na qual o indivíduo apresenta um acúmulo de gordura corporal muito superior ao que seria saudável. A obesidade é classificada em graus crescentes e o IMC também é usado nessa determinação, então quanto maior o IMC mais grave o grau da doença.

Segundo pesquisa divulgada pelo Ministério da Saúde no ano de 2018, o percentual de obesidade acomete 18,9% dos brasileiros. Já o sobrepeso atinge 54%, ou seja, mais da metade dos brasileiros.

As causas da obesidade e do sobrepeso são várias, mas principalmente os hábitos que a sociedade vem tornando cada vez mais cotidianos, como a má alimentação, e a falta de exercícios físicos. Entretanto, a obesidade pode ter influências genéticas, embora não seja hereditária, e também torna mais próximo o desenvolvimento de outras doenças, como a hipertensão, o diabetes e problemas cardiorrespiratórios.

O tratamento para ambos os casos exige acompanhamento nutricional, para que o profissional possa personalizar o tratamento. Já nos casos mais graves de obesidade, pode ser necessária a cirurgia bariátrica.  Em todo caso, é importante contar com uma equipe de profissionais capacitada para montar um plano saudável de emagrecimento.



Conteúdos relacionados

Bumbum Kardashian

29 de junho de 2020

Bumbum Kardashian

Firmeza e remodelagem são as palavras que definem o Bumbum Kardashian. A associação de técnicas e tecnologias desse novo tratamento, criado e desenvolvido pela Fisioforma, trata de forma efetiva a[...]

Cápsula Detox

19 de março de 2020

Cápsula Detox

Você conhece a Cápsula Detox? Essa tecnologia já está disponível na Fisioforma, para ajudar a todas as pessoas que queiram melhorar sua resistência e aumentar sua imunidade. A Cápsula Detox[...]

Nova tecnologia da Fisioforma se destaca no Super Pop

20 de fevereiro de 2020

Nova tecnologia da Fisioforma se destaca no Super Pop

O Scizer se destacou entre os procedimentos estéticos mais procurados de 2020. Quem assistiu ao Super Pop na última quarta-feira 19, conferiu as tendências do mercado estético para 2020. Com[...]