Alimentação na gravidez: Um alerta para as futuras mamães!

A gestação é um período em que a mulher deve ficar ainda mais atenta à alimentação. É um momento para fazer escolhas saudáveis e adotar uma alimentação equilibrada, evitando problemas sérios, como por exemplo a diabetes gestacional. 

Nesse período, não é indicado a realização de dietas restritivas, mas devemos tomar cuidado com algumas informações que passam de geração em geração sobre a gravidez.

Por isso, separamos alguns mitos e verdades para serem esclarecidos nessa semana tão especial de dia das mães.

“AGORA QUE VOCÊ ESTÁ GRÁVIDA, DEVE COMER POR DOIS.”

MITO –  A ingestão de alimentos em excesso pode ocasionar o aumento de peso, além de doenças como diabete gestacional, hipertensão, e riscos de complicações na hora do parto.
Por isso, procure sempre uma nutricionista. Ele direcionará a melhor alimentação pra essa fase da vida, de acordo com sua necessidade e a do bebê.
Lembre-se que, o excesso sempre acaba fazendo mal.

“GRAVIDEZ É MOTIVO PRA TER DESEJOS ESQUISITOS.”

VERDADE – Existem inúmeras combinações inusitadas, mas que justificam-se por conta das grandes mudanças hormonais que a gestante está passando. Por isso se você tiver vontade de comer por exemplo, feijão com banana, é consequência dessas mudanças. Não existe época específica para acontecer, então varia de grávida para grávida.

“GRÁVIDA NÃO PODE COMER COMIDA JAPONESA.”

MEIA VERDADE – A ingestão de comida japonesa nessa fase deve ser feita com cautela, sem exageros e com aval médico. As preparações cozidas são as melhores opções na fase da gravidez. Afinal, existem alguns problemas que podem ser causados pelo consumo de peixe cru, pois podem apresentar o parasita transmissor da toxoplasmose, além de outras bactérias perigosas durante a gestação. Procure sempre por estabelecimentos que você conheça e saiba da procedência dos alimentos. É necessário que os comestíveis estejam bem conservados e que tenham a higiene 100% bem-feita.

“FICAR SEM COMER AUMENTA O ENJÔO”

VERDADE – As gestantes não devem ficar longos períodos sem comer, pois a liberação de ácidos no estômago vazio provoca o aumento dos enjôos. Além disso, o jejum aumenta os riscos de hipoglicemia (baixo nível de glicose no sangue), que, além dos enjôos, pode acarretar tonturas. A solução é a dieta fracionada: comer porções de seis a sete vezes por dia. 

De forma geral, a alimentação durante a gravidez não deve tornar-se restritiva, até porque não recomenda-se a realização de dietas nesse período. Entretanto, é necessário ser o mais saudável possível, investindo em uma alimentação rica em nutrientes, vitaminas e minerais.

Conteúdos relacionados

Transformação da Karina – Método 4D Emagrecimento

25 de maio de 2021

Transformação da Karina – Método 4D Emagrecimento

Como é gratificante promover Felicidade! A Karina passou por uma transformação no Método 4D Emagrecimento e eliminou em apenas 5 semanas, 8,5Kg, além de conquistar uma modelagem corporal que permitiu[...]

Método 4D Gladiador

11 de maio de 2021

Método 4D Gladiador

NO PAIN, JUST GAIN Conheça nosso Método 4D Gladiador, um programa desenvolvido para você que quer alcançar mais saúde, força e disposição nas atividades diárias, além claro, de uma forma[...]

MODELAGEM E FIRMEZA CORPORAL: POWER SCULP

10 de maio de 2021

MODELAGEM E FIRMEZA CORPORAL: POWER SCULP

POWER SCULP – PROTOCOLO DE MODELAGEM E FIRMEZA CORPORAL DA FISIOFORMA – O poder das tecnologias combinadas ACADEMIA DO FUTURO Vivemos em tempos que exigem praticidade. Ir à academia todos[...]