O que deseja pesquisar?

CELULITE

Graus, tipos e alternativas

A celulite nada mais é do que toxinas que nosso corpo encapsula. Ela se caracteriza pelo aspecto ondulado da epiderme, tipo “casca de laranja”, em algumas áreas do corpo, como nos quadris, coxas e nádegas. A causa desse mal que atinge 95% das mulheres, está relacionada ao hormônio feminino.

Alternativas como tratamentos estéticos, que agem em sincronia, são essenciais para todos os tipos e graus de celulite. Eles destroem os nódulos, estimulam a síntese de colágeno, diminuem a retenção de líquidos e melhoram a elasticidade da pele, amenizando o quadro em até 80%.

como-tratar-a-celulite-em-pele-flacida-ou-edematosa

Você sabia que existem 4 graus e 3 tipos diferentes? Vamos te apresentar cada um deles:

Grau I

– Há apenas uma retenção de líquido nas pernas.

Grau II

– Se não tratada, ela evolui e começam a surgir os primeiros nódulos, que só se tornam visíveis quando comprimimos a perna.

Grau III

– Agora elas já estão aparentes. Mesmo de pé, já é possível observá-las e ficam evidentes mesmo com algumas roupas.

Grau IV

– Nesta fase, há macronódulos. Não conseguimos escondê-los nem usando calça jeans. Eles comprimem as terminações nervosas, vasos sanguíneos, provocando dor. A mulher não consegue ficar sentada ou deitada em uma mesma posição, pois sente esse desconforto e formigamento.

Tipo flácida

– Associada à flacidez.

Tipo compactada

– Em pessoas que tem muita massa muscular.

Tipo edematosa

– Em pessoas que possuem muita retenção de líquido.

AGENDE AGORA SUA CONSULTA