O que deseja pesquisar?

Foliculite: Saiba o que é, os tipos, as causas e os tratamentos

Foliculite: Saiba o que é, os tipos, as causas e os tratamentos

Foliculite: Saiba o que é, os tipos, as causas e os tratamentos

O QUE É?

Foliculite é a inflamação de um ou mais folículos pilosos que pode ocorrer em qualquer lugar da pele aonde se encontrem os folículos.Geralmente, ela é causada por pelos encravados, mas também pode acontecer devido a uma infecção por bactérias ou fungos, provocando o surgimento de vermelhidão na pele e pequenas bolhas com pus, semelhantes à acne, que causam queimação e coceira.
A foliculite é mais frequente nas nádegas, pernas, virilha, braços e barba, especialmente em pessoas que utilizam roupa apertada, raspam os pelos ou usam maquiagem. Ou seja, pode afetar homens e mulheres.

 TIPOS

Existem dois tipos diferentes de foliculite: superficial ou profunda. Dentro desses dois tipos há alguns subtipos. Vamos falar um pouquinho deles:

Foliculite superficial
A foliculite superficial costuma ser a mais comum e afeta apenas a parte superior do folículo piloso.

• Foliculite Estafilocócica: é o tipo mais comum. Ocorre em qualquer área do corpo que tenha pelos e tem como característica a coceira e inflamação com pus.
• Foliculite por pseudômonas: as bactérias se proliferam em ambientes de água morna e áreas molhadas. Bastante comum em banheiras, jacuzzis e saunas.
• Pseudofoliculite da barba: é uma irritação decorrente de fios que saem do folículo e se curvam em direção à pele, causando uma reação a corpo estranho.
• Foliculite Pitirospórica: este tipo é provocado por fungo e é mais comum em adolescentes.

Foliculite profunda
A foliculite profunda, apesar de mais rara, é uma espécie de complicação da foliculite superficial, podendo, inclusive, levar ao surgimento de furúnculo.

• Sicose barba: é a inflamação em todo o folículo piloso após o barbear, pequenas inflamações aparecem primeiro no lábio superior, queixo e mandíbula.
• Foliculite gram-negativo: se desenvolve em pessoas que recebem antibióticos orais por longos períodos para tratamento da acne.
• Furúnculos e carbúnculos: este tipo ocorre quando há infecção com estafilococos, é uma inflamação inchada, bem avermelhada, febril e pode ser dolorosa.
• Foliculite eosinofílica: a doença se manifesta especialmente nos portadores de HIV e em pessoas com baixa imunidade.

CAUSAS

Foliculite é causada por uma infecção viral, bacteriana ou fúngica dos folículos capilares. Geralmente, a causa mais comum de foliculite é a bactéria Staphylococcus aureus (estafilococo).
Os folículos estão presentes em todo o corpo, com exceção das palmas das mãos, plantas dos pés e membranas mucosas, como os lábios. Eles são mais densos no couro cabeludo. Se eles forem danificados, ficam mais sujeitos à infecção.

As causas mais comuns de danos ao folículo capilar incluem:

  • Lesão ao se barbear ou atrito provocado por roupas muito apertadas.
  • Transpiração excessiva.
  • Condições inflamatórias da pele, como dermatite e acne, por exemplo.
  • Lesões gerais da pele, como escoriações ou feridas cirúrgicas.
  • Curativos de plástico ou fita adesiva aplicada sobre a pele.

TRATAMENTOS

O tratamento para foliculite deve ser orientado por um dermatologista. Os casos leves geralmente curam-se sozinhos, mas caso persista ou torne-se recorrente, pode exigir tratamento. A terapia dependerá do tipo e da gravidade da infecção.
Tratamentos caseiros ou com medicamentos e pomadas são bastante comuns. Mas, também existem os tratamentos estéticos não invasivos que podem ser muito eficazes no combate a foliculite.
Entre esses procedimentos, está a Luz Intensa Pulsada que você pode encontrar aqui na FISIOFORMA. Ela é da era pós-laser (equipamento mais moderno) e age através de um flash de luz que mata o pelo em sua célula germinativa. O pelo atingido não germina mais. E o melhor: dói menos que o laser e a cera. E pode ser feita em qualquer tipo de pele.
Com algumas sessões, além de eliminar os pelos de qualquer região, o método clareia as regiões escurecidas. E é uma excelente opção para quem sofre com foliculite.
Sempre bom ressaltar que a avaliação de um especialista da área médica é SEMPRE bem-vinda e de extrema importância, principalmente para identificar o tipo de foliculite.

Compartilhe este post

Sem Comentários

Comentários do post

Seu e-mail não será publicado